25 de dez de 2012

Adeus


Olá pessoal, nem sei como começar isso aqui, mas pelo título já da para ter uma ideia do que eu vou dizer, né? Mas bem, vamos lá:

 Eu AMEI os momentos que passei aqui com vocês, eu não queria ter que fazer isso, mas eu não estou conseguindo mais escrever, estou totalmente sem inspiração e vontade. Eu estou demorando muito para postar, isso quando eu posto, né? Não acho justo vocês esperarem tanto tempo por um capitulo que as vezes nem sai, e quando sai, a qualidade está péssima. Por esses motivos, eu irei excluir o blog de vez, ao invés de ficar desativando.
 Acho que é isso, me desculpem quem estava esperando a fic.

Kisses da duda ;*

20 de nov de 2012

2° capítulo - Ingressos à venda!


- Ta, vamos de novo, e um... dois... três!
Miley começa a tocar guitarra, logo após Demi e Joe começam a cantar. Depois de Blitzkrieg Bop, tocaram "Poison Heart", "TNT", "Tamo Aí Na Atividade" e "And I Love Her", e então começaram a cantar suas musicas, eles ainda não tinham muitas, prontas e gravadas era cinco ou seis, mas Demi gostava muito de compôr, então acabava passando tudo o que acontecia com ela para o papel, depois se reunia com o pessoal da banda e eles ajustavam e davam idéias para melhorar a musica e assim, gravar.
- Pausa pra comer?
- Só se for agora!

Desceram para a cozinha, e Demi pegou um saco com pães de forma, patê, manteiga e presunto e queijo, de bebida ela fez um suco de maracujá e outro de limão, bem gelados, pois estava bem calor.
- Agora vocês se virem.

Todos fizeram seus lanches, comeram e ficaram conversando por um tempo.
- Tenho uma surpresinha pra vocês.
- Boa né? - Faz uma cara de dúvida.
- Mais do que boa! Já volto.

Demi foi até seu quarto, abriu seu guarda roupa e pegou um pacote, ainda lacrado.
- Vejam o que chegou do correio hoje de manhã. - Mostra a caixa.
- Não vai dizer que são os ingressos?!
- SÃO!
- Porque não contou no colégio véi?
- Queria fazer surpresa pô, vamos abrir.

Eles abriram a caixa e pegaram os ingressos, haviam exatamente oitocentos, na caixa.
- São perfeitos.
- Amanhã mesmo a gente começa a vender.
- Beleza, cada um pega cem?
- Duzentos é melhor, da certinho.
- Ta bom, quando vocês forem a gente divide, vamos fazer o que agora?
- Depois de ver esses ingressos me deu uma vontade do caralho de tocar.
- Bora?
- Opa!
E assim a tarde se passou, tocando, cantando e rindo, rindo principalmente. Seis horas da tarde a mãe de Demi chegou, e seu pai não teria hora para chegar, ficaria plantão aquela noite. Dez da noite todos jantaram e resolveram ir embora:
- Bom, acho melhor eu ir, antes que fica tarde.
- Beleza, foi mal por não te levar pra casa hoje, pra variar, meu pai ta trabalhando.
- Não precisa pedir desculpa pô, acontece. E eu vou junto com o Joe.
- Ta bom Lucy, até amanhã. Tchau Joe.
- Os ingressos.
- Aé, pera.
Demi subiu, pegou quatro pacotes com cem ingressos e deu para Lucy e Joe, depois disso eles foram embora, Miley continuou na casa de Demi, assim que deu onze horas da noite ela resolveu ir embora.
- Dorme aqui hoje?
- Mas eu não trouxe roupa.
- Usa uma das minhas. Pelo menos assim não chega atrasada pro colégio amanhã, haha.
- Engraçadinha, vo ligar pra minha mãe e avisar, perae. - Miley pega seu celular e liga para sua mãe.

A mãe de Miley deixou ela dormir na casa de Demi, as duas foram tomar banho e depois resolveram fazer "Twitcam", para anunciar a chegada dos ingressos. A Twitcam estava com 102 views, aproximadamente, e oitenta e sete pessoas já queriam reservar seu ingresso, o que já era ótimo. Elas desligaram a web escovaram os dentes e foram dormir, antes mesmo do pai de Demi ter chegado, ele só chegou uma hora da manhã.


East Village, Nova York
Pátio do Colégio
06h50 A.M

- Divulgar o show na internet foi daora.
- Ideia da Miley.
- Alguém já vai comprar hoje?
- Vish, uma pár de gente.
- Ainda bem, esse show tem que bombar!
- Demi?
- Oi Ashley.
- Trouxe os ingressos?
- Claro, quer o seu agora?
- Quero sim, quanto é mesmo?
- Quarenta.
- Beleza. quero dois.
 Ela entregou o dinheiro a Demi, e Demi entregou os ingressos.
- Não vejo a hora desse show!
- Somos duas Ashley. - ela sorri.

Elas conversaram um pouco, sobre o repertório do show e coisas do gênero, quando o sinal tocou todos entraram para suas salas.

- Bom dia turma. Já estou com o resultado das provas. Irei chamar pelos nomes.

A professora se sentou e começou a chamar os nomes. Entregou todas as provas e em seguida começou a fazer a chamada.

- Tirou quando Demi?
- Vish mano, tirei cinco, e você?
- Sete e meio.. ah, ta bom.
- Minha mãe vai me xingar. - As duas riram.
- Se seu pai não te matar antes.
- É, ainda tem essa.

- ...Demi.
- Aqui!

A professora terminou a chamada:
- Bom turma, quero essas provas assinadas pelos pais para amanhã.
- Ah professora, pra que isso mano?
- Primeiro Miley, que eu não sou seu "mano" - Miley revirou os olhos. - Isso é porque alguns não tiveram resultados muito satisfatórios e eu quero que os pais saibam. Mas prosseguindo a aula, abram seus livros na página 154 até 157. Comecem nessa aula e como obviamente não irá dar tempo de terminar, façam o resto em casa. Quero essas questões prontas para amanhã!

 A turma passou uma aula fazendo contas e mais contas, como polinómio, equações e coisas do gênero. Depois foram para o intervalo.

- Não acredito no que eu estou vendo.
- O que foi?
- Selena e Zayn abraçados e de mãos dadas?
- O que esses caras vêem nela? Justin, Taylor, David, Cory, Cameron, e até o Nick!
- Popularidade, talvez.
- Nick não liga pra isso.
- Ta, ele foi um caso a parte, e faz muito, muito tempo.

Nick chega:
- Hello girls.
- Não morre mais.
- Tavam falando de mim é?
- Yep.
- Posso saber o que?
- O quanto Miley te ama.  - Da uma piscadela para Nick.
- Tenho uma admiradora secreta e não sabia? - Fala irônico e Miley responde a ironia:
- Tem sim, estou completamente apaixonada por você e não consigo mais esconder meu amor, namora comigo Nick? - Os três começam a rir.
- Até parece que uma garota como você iria querer algo comigo, só em brincadeira mesmo. - Miley o olha com cara de dúvida.
- Como eu? Sou tão pateta assim?
- ...Não, ao contrário, eu sou. Você é perfeita.
- Ficar de vela é foda, né?
- Engraçadinha.

Desculpem a demora, sério mesmo, queria ter postado antes, mas não deu, pra compensar vou postar o próximo capitulo mais rápido, ou pelo menos tentar né, kkk muito obrigada pelo carinho, vocês são demais! Espero que gostem do capitulo, está curto mas eu precisava postar. Enfim, i love you guys!

Kisses and Hugs
- Eduarda

24 de out de 2012

1° capítulo - Você não me entende!

Casa dos Lovato.
22h42

- Mas que coisa, essa garota não tem limites? Já está tarde!
- Eles estão ensaiando, é importante pra ela.
- Eu sei Dianna, mas pra tudo tem hora.
- Então vá falar com ela ué. Estou cansada das suas reclamações!

Patrick sai furioso da sala de estar e vai em direção ao sótão, onde eles estavam ensaiando:
- Demetria Devonne Lovato, chega dessa barulheira, já está na hora de vocês dormirem, tem aula amanhã.
- Argh, mas você sabe que daqui a duas semanas a gente tem show pai!
- Vocês continuam amanhã, agora eu quero que você vá dormir, e não me responda.
- Af, você não me entende! - Disse, totalmente nervosa.
- Deixa Demi, amanhã a gente pode vir aqui depois da aula, né galera? - Todos concordaram com Miley.
- Obrigada Miley. - Disse Patrick.

Assim eles guardaram seus instrumentos e foram para o carro de Patrick, ele sempre os levava para casa. Demi ficou em casa, estava - para variar - muito nervosa com a atitude de seu pai.
 - Melhor você ir dormir, se seu pai chegar e te ver aqui vai brigar com você.
- Ah, dane-se ele.
- DEMETRIA!
- Ah mãe, eu não aguento mais ele.
- Vai tomar banho e ir dormir, agora, eu estou mandando.
- Que saco! - Demi saiu da sala entrou em seu quarto e bateu a porta de propósito.
- Todo dia isso. - Disse Dianna quando ouviu a batida na porta, e então, Patrick chegou.

Todos foram dormir, inclusive Demi, ela teria que acordar ás seis da manhã, para ir para o inferno, mais conhecido como colégio.


East Village, Nova York
Casa dos Cyrus.
06h40

Miley acordou e olhou no relógio: 
- Porra!

Ela havia acordado tarde demais, e para sua sorte, ela tinha prova de matemática aquela manhã, trocou de roupa rapidamente, lavou o rosto, desceu para a cozinha pegar sua bolsa e uma maça, deu uma mordida e quando iria sair de casa ouviu sua mãe gritar.
 - Miley? Já está saindo? Não quer que seu pai te leve?
- Sim, não precisa mãe, vou passar na casa da Demi, tchau, amo você.

East Village, Nova York
Casa dos Lovato.
06h42

- Vamos Demetria?
- To esperando a Miley, calma.

Depois de três minutos Miley chegou, ela morava há dois quarteirões da casa de Demi.
- Porque demorou tanto?
- Acordei atrasada, foi mal.
- Véi, você não tem despertador não? 
- Despertador é pros fracos.
- E acordar atrasada é pros fortes?
- Claro mano. - as duas riram.

Patrick as levou para o colégio, a prova seria na segunda aula, Demi e Miley não haviam estudado, mas ambas era razoáveis em matemática. E a matéria não era tão difícil assim, não teria problema, pelo menos esse era o pensamento das duas. Demi não conseguirá pensar em outra coisa a não ser em seu show, seria o maior público já enfrentado, pois era uma casa de shows profissional e não um bar qualquer, como eles estavam acostumados, aquilo sim, seria um show de verdade.
 Três aulas se passaram e chegou a gloriosa hora do intervalo, Demi e Miley foram até a cantina, pegaram seu almoço e foram se sentar com o pessoal da banda.
- Me desculpem por ontem pessoal, vocês conhecem meu pai.
- Beleza Demi, se quiser a gente pode ensaiar na minha casa.
- Não Joe, não precisa, as coisas tão tudo lá em casa, vai dar muito trabalho, meu pai vai ter que aceitar.
- Por favor, só tentar não arrumar confusão com seu pai véi, vocês tem que parar de brigar por nada.
- Ta brincando né Miley? Mas o assunto não é minha convivência com meu pai, e sim a banda.
- Calma Dems, ela só ta querendo ajudar!
- Até você Lucy?
- É a verdade.
- Ta bom, eu prometo que vou tentar não implicar com ele, mas se ele vier falar merda pra mim. Já sabem!
- Ta, vamos lá, já decidiu qual cover vai querer cantar?
- Sim, eu tava pensando em Tamo aí na atividade, do cbjr e blitzkrieg bop, do ramones, o que acham?
- Ta ótimo! Tenho essas musicas na ponta da língua, ou melhor, dos dedos.

Todos deram risada com o comentário de Miley, e Selena, junto com Taylor resolveu ir fazer suas provocações diárias.
- Olha quem está aqui, o grupo de rockeirinhos revoltados da escola.
- Muito obrigada, pra mim isso é um elogio. Agora vaza daqui, que ninguém te suporta.
- Disse tudo, sua vida deve ser bem chata né Selena? Pra cuidar tanto da nossa.
Selena ouviu aquilo e deu de ombros, quando iria responder Miley continuou:
- Parece que não se toca, né? Ta esperando o que? Sai daqui.
- Deixa Miley, ignora, não vale a pena.
Selena olhou para Taylor e resolveu ir embora, bufando de ódio, Taylor, como sempre, a seguiu. Assim que ela saiu os as meninas e Joe voltaram a conversar sobre a banda. Até que Nick chegou:
- Selena nojenta ataca novamente? - ele ri.
- Não, dessa vez Miley deu um jeito nela.
- Ah...
Eles ficaram um tempo em silêncio, até que Demi resolveu quebrar o gelo:
- Mas então, acham que foi bem na prova de matemática?
- Eu não achei muito difícil, acho que fui bem. E você?
- Velho, eu não estudei, mas devo ter ido bem. E você Nick?
- Fui bem sim, espero.

O intervalo era bem rápido, apenas vinte minutos, assim que acabou todos entraram para a sala, Demi, Nick e Miley eram da mesma sala, Joe era um ano mais velho, e Lucy era de outra sala, do mesmo ano. Como o colégio era particular, eles tinham que estudar bastante para não repetir, então na sala de aula eram sempre bem atentos.
Todos foram direto para a casa de Demi depois da aula, seus pais não estavam em casa, ambos trabalhavam, seu pai era médico, e sua mãe era advogada, esse era um dos motivos que eles não queriam que Demi "vivesse" de musica, achavam que cantar ou tocar não era realmente uma profissão. Chegando  na casa dela resolveram almoçar.
- O que vão querer comer? Que tal eu fazer uma macarronada?
- Não leva a mal Demi, mas acho melhor a gente pedir algo ou sei lá.
- O que você ta querendo dizer com isso?
- Nada, eu to com uma puta vontade de ir no mc, o que acham?
- Por mim ta ótimo.
- Então ta né, podem jogar a bolsa ai no sofá e depois a gente volta.
Eles foram para o famoso McDonald's, pediram dois Angus Premium Deluxe completos, e três Big Mac completos, de sobremesa pediram dois McFlurry e três Frappés - hmmm, deu uma vontadezinha de correr pro mc agora-  Se sentaram e foram comer, assim que terminaram foram para casa, todos reclamando de estarem muito cheios:
- Instrumentos prontos, blitzkrieg bop!
- Um, dois, três e... Hey ho, let's go. Hey ho, let's go. - Nesse momento Joe cantava com Demi, assim que a letra começou ela cantará sozinha -They're forming in straight line, they're going through a tight one, the kids are losing their minds. The Blitzkrieg Bop...
Quando a musica acabou todos comemoraram, pela primeira vez nada havia saído dos conformes.
- E ai, o que acharam? Eu acho que dei uma desafinada, mas da pra concertar.
- Fica tranquila véi, foi otimo e dessa vez a Lucy não errou.
- Vou tentar levar esse comentário pro lado positivo. - Todos deram risada.


Final sem graça porque a criatividade me faltou, kkk
Se puderem divulgar a nova fic, já que muitas das leitoras antigas pensam que eu parei de postar ou até saíram do blog, eu ficaria muito agradecida. Até divulgo de volta. ^^
Bom, eu AMEI escrever esse capitulo,por enquanto não vou pedir numero de comentários, quando estiver pronto eu posto. Espero de coração que vocês gostem, eu deixei um link com a musica dos ramones, cantada pela Demi, tem a tradução também, vou buscar fazer sempre isso, para quem sabe vocês começassem a curtir. :)
Quem quiser se afiliar ou que eu tirei dos afiliados eu peço por favor que fale nos comentários. 
É isso, até a próxima. *-*

~xoxo
Eduarda